Ofereço

Quando te conheci, no meio do acaso, não tinha um puto no bolso e apenas um álbum com fotos suas. Não só fotos suas. Tinha também uns quadros do Klimt. Mas eu me liguei mais na última foto. Na sua. Era sua.

Claro que o Klimt me chamou a atenção, é meio impossível passar incólume pela tensão das obras dele. Bom, o que eu quis dizer é que a sua foto e o seu “quando eu crescer quero pintar como ele” me despertaram a libido intelectual, aquela que excita o cérebro.

Depois o apelo do corpo, o seu “oi” quando eu entrei no carro e o trajeto chamando o outro de “velhote maldito”. E a volta para casa, o olhar vindo de cima, o dia seguinte, o sorriso de manhã, achar que já não era assim tanto, me certificar do contrário, a faxina perdida, a espera, as mensagens, “acho tão sexy quando você dirige…”, a distância, o silêncio, o retorno, a conversa, “vamos ouvir Bethânia”.

Então eu decorei a data e, pelos velhos tempos, te ofereço aqui dois singelos presentes: um quadro do teu querido Klimt e um dia com gosto de maracujá.

adele-bloch-bauer-i

Feliz aniversário.

Anúncios

2 respostas em “Ofereço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s