Coisa antiga às vezes cheira a coisa nova

Faz tanto tanto tanto tempo que eu nem lembrava mais. Por um acaso da vida, descobri esse meu poeminha no Chuva Plástica.

BUSCA Busco
Num susto. Um beco. Seco
Acho
Em falso. Penso. Sem nexo.
A vida segue em tropeços.
Ainda há sentimento?
Ainda há descobertas?
Hão de ser os amanhãs mais
[felizes?]

Busco um susto.
Meu nexo falso.
Passo seco.
A vida segue em suspiros.

Não é mesmo, minha gente?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s