Despedida

Torquato era um artista completo. Além de poeta, letrista, cineasta e ator, era gente que tinha uma maneira peculiar de expressar sentimentos.

Um dia, descobri uma coletânea fantástica, linda, coisa boa demais que saiu pela Dubas Música.

Eu conhecia muito pouco, queria tocar “A coisa mais linda que existe” com a Bedtrip Clube, enfim… o mundo era outro e eu não tava indo embora.

Mas hoje as coisas mudaram todas de novo e eu vou indo. Sexta-feira eu passo a ser um legítimo invasor de Sampa.

Faltam dois dias e eu, não sei se pro bem ou se pro mal, estou contando os minutos.

“desde que saí de casa
trouxe a viagem de volta
gravada na minha mão
enterrada no umbigo
dentro e fora assim comigo
minha própria condução”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s